quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sexo e vinho


.


Como nao foi possivel nos vermos na segunda feira ela havia dobrado o plantao e ficou muito cansada, resolvemos sair na quarta de manha, ela entraria no plantao as duas da tarde, e ficariamos juntos no periodo da manha, ja que esse dia eu tenho folga.

Sai da cama ja exitado pensando no que iria nos acontecer naquela manha, pelo telefone Cleusa havia me falado que havia uma surpresa para mim. Cheguei no loca combinado e ja pude avistar o seu carro parado, deixei o meu e passei para o dela, ela estava toda de branco para mim nao era novidade, mas ela me disse que fazia parte da surpresa fomos ao motel da primeira vez, ao subirmos para o quarto ela me pediu para levar algumas sacolas, fiquei curioso para saber o que havia dentro das sacolas ela me pediu para deixar apenas meia luz, pegou uma das sacolas, havia taças e uma garrafa de vinho, colocou sobre a mesa, em uma outra sacola havia um balde de gelo e saca rolha, me pediu para ir abrindo o vinho e foi ao banheiro.

Fiquei ali abrindo o vinho sem ver o que ela fazia no banheiro, quando saio estava usando uma fantasia de colegial, meias brancas, sainha xadres um top branco curtinho e uma calcinha enfiada gostosamente no rabo. Brindamos uima taça, mas o tesao estava a mil. Nao podia nao deixar de acariciar, beijar cheirar, aquele corpo fantastico de Cleusa, aos 47 anos aqueles olhos verdes cabelos loiros, um corpo de dar inveja a muita menina de 25.

Deixamos as taças na mesa eu a joguei na cama, beijando sua boca, sentindo aquele cheiro de mulher gostosa, seu perfume doce, cravava meus dentes em seu pescoço sentia a sua pele se arrepiar, eu ja estava completamente nu, ela ainda de roupa com a fantasia de colegial, esta de pau duro, coloquei minha mao na sua xota e notei ela totalmente molhada, apenas puxei para o lado sua minuscula calcinha e fiquei ali pincelando meu pau duro em sua bucentinha, deixando ela mais que molhada, mais que exitada em ponto de subir nas paredes ate que me pediu para entrar dentro dela. Fiz isso de uma só vez, rompendo suas carnes, que delicia ela arragava o lençol, se contorcendo, perguntando se eu gostava de fuder com ela, se era assim que eu queria.

FIcamos assim uns cinco minutos, eu me segurando para nao gozar enquanto ela gozava gostoso eu sentindo ela se molhar e molhar meu pau. Enfim gozei minutos depois que ela.

Ela pediu para eu sair de cima e tirou toda a roupa, ficando completamente nua para mim, pegou uma tqaça de vinho na mesa, e voltou para cama, bebia vinho e me beijava, que beijo gostoso eu recebia dela, derrepente ela começou a jogar vinho em meu pau e chupar gostoso, hora jogava vinho, hora enchia a boca e me chupava, quando estava para gozar ela se sentou de costas para mim rebolando em meu pau duro e melado de vinho, nao demorei muito e soltei porra dentro daquela buceta gostosa. Ainda exitado a coloquei de 4 para mim, entrei dentro dela novamente sentindo sua buceta agora melada de porra ouvindo seus gemidos seus "aaas" uiiiiiiis" me come meu negao, goza em mim novamente era isso que ela repetia sem parar, rebolando em meu pau. Estava totalmente lubrificada meu pau todo melado nao pude evitar e explorei seu cuzinho na primeira tentativa ela pediu para parar, nao estava aguentando, entao peguei aquele lubrificante que sempre carrego, passei nela e fui bem lentamente aos poucos entrando naquele cuzinho só meu, fazendo movimentos constantes chegando ao ponto de estar todo dentro dela, ela pedindo mais uma vez para sentir minha porra escorrendo la dentro, atendi sua solicitaçao e soltei meu gozo dentro daquele cú gostoso e só meu.

me joguei de lado exausto e suado o ar nao estava dando conta de acabar com nosso calor e fogo. ficamos ali, agarradinhos nos beijando trocando caricias como sempre fazemos depois do sexo.

Pegamos mais uma taça de vinho, agora viu eu quem brincou com ela, jogando vinho em seus seios e chupando, e tambem em sua bucetinha loira, ela se arrepiava ao sentir minhas maos. Brincamos assim por quase duas horas, como eu precisava trabalhar no periodo da tarde fomos embora, sem saber quando nos encontrariamos novamente.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Uma Tarde fumegante

video

Vou deixar o som falar por si só. Essa foi uma tarde daquelas com Cleusa a minha amiga medica. De inicio ela nao queria ser gravada, mas com jeitinho eu consegui. Ela geme gostoso. Um dia conseguirei filmar com luzes acessas e postarei aqui para voces nos verem em açao.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tesao da manha


Acordei com um tesao FDP, o pau duro feito rocha, sem ninguem do meu lado pra enfiar ele dentro, achei que fosse o tesao do xixi, mas mesmo depois do xixi, continuei em posiçao de sentido, toemu um banho e fui trabalhar.

No trabalho ainda com tesao que nao parava e maneira alguma, fui no banheiro algumas vezes e ensaiei uma punhetinha, mas nao fiz, na hora do almoço, entrei no msn, e encontrei uma amiga que jka havia saido algumas veses, falei pra ela da minha situaçao e a convidei pra uma rapidinha na hora do almoço, ela titubeou no inicio mas a convenci.

Quando parei o carro no local combinado nao pude nao notar alice, morena cabelos chanel, seios medios pernas pequenas e grossas, nao mede mais que 1,65, mas sabe como usar aquele corpo.

Entrou no carro dizendo que nao poderiamos demorar muito porque o patrao estava no escritorio nao havia saido pra almoçar, mas que ela estava com tesao e nao queria dar pro velho, queria algo diferente. A peguei no ponto de onibus do senac, em frente ao shoping, e fomos para o motel mais proximo indo para Alvares Machado, dentro do carro ela pegava em meu pau e dizia, deixe eu ver se esta como voce me disse mesmo, essa gostosura negra.

No motel ela se atirou na cama pediu para eu ficar de jolhos apenas puxou minha calça para baixo e colocou tudo na boca, negoliu meu pau boca adentro, quando tirava ela me falava sei que é assim que vc gosta negão, ninguem faz como eu faço pra voce, por isso voce me ligapra te socorrer. e ria gostosamente.

Eu cheio de tesao, quase gozando naquela boca carnuda de Alice, ela aind de roupa e eu ali semi nu, sendo chupado destroçado por ela apenas com a boca, nao demorei muito a gozar e encher sua boca de leitinho quente e grosso, o jato foi tao forte que caiu em sua camisa e cabelo. Ela foi para o banheiro e eu tirei tod a roupa,quando voltou ja totalmente nua, notei que nao estava depilada e nem aparada com cabelos espalhados pela virilha eu com a boca cheia de agua, fui logo colocando ela de pernas abertas e chupei muito aquela xota cabeluda, ouvindo seus grunhidos de prazer, sentia suas pernas ficarem moles enquanto eu a chupava e nao demorou muito para sentir seu gozo na minha boca. Aproveitando esse momento entrei com meu pau sem pedir lincença, sem bater palma ou tocar campainha, quando ela sentiu eu ja estava sentado no sofa da sala com o controle remoto na mao assistindo um canal muito gostoso. Segurava forte em seus seios, e metia forte na sua xana, batendo com a cabeça roxa de meu pau bem dentro dela, eu ali segurando para nao gozar novamente e ela se contorcendo mordendo os labios segurando meus braços o som dos gemidos soltados por ela, pareciam uma verdadeira sinfonia do sexo, a coloquei de quatro, com aquele orificio anal piscando para mim, até tentei mas ela se recusou, entao voltei para a buceta cabeluda, ela pedia para ser mais rapido qu estava gozando e atendo a seu pedido e pela primeira vez gozei junto com Alice, depois fomos para o banho.

No banheiro vendo a agua cair naquele corpo gostoso nao resisti e ainda com o tesão a mil a coloquei com as maos dela na parede e entrei na xota agoro por traz depois e virei de frente, a peguei pelas pernas tirando ela do chao e entrei dentro dela novamente e gozei bem gostoso com ela no ar nos meus braços.

Quando fomos embora precisei passar no shopping para comprar outra blusa para ela, ela é secretaria de um escritorio de advocacia e nao pegaria bem, voltar ao trabalho com a blusa com manchas de porra.